É TRI!

O Flamengo vence o Athletico-PR por 1 a 0 em Guayaquil e conquista o título de forma invicta. É o terceiro título do clube: 1981, 2019 e 2022. E mais uma vez Gabigol foi herói, como foi três anos atrás contra o River Plate.

Mais uma vez, Flamengo! Em sua terceira final de Copa Libertadores em quatro temporadas, o Rubro-Negro bateu o Athletico-PR em Guayaquil, no Equador, por 1 a 0, para levantar a mais desejada taça do continente pela terceira vez em sua História, após as conquistas de 1981 e 2019. Gabigol, que chegou ao seu quarto gol em três finais de Copa Libertadores, foi o herói da conquista, colocando na rede do goleiro Bento, a bola que selou a conquista do Flamengo.

A conquista da Copa Libertadores da América em 2022, além de colocar o Flamengo no seleto grupo de tricampeões do torneio, também abriu as portas para o Rubro-Negro carioca entrar em um grupo novo e ainda exclusivo: o dos campeões invictos.

O clube se tornou o sétimo a levantar a taça da maior competição sul-americana de clubes sem nenhuma derrota na sua campanha. Os outros seis foram Peñarol (1960), Santos (1963), Independiente (1964), Estudiantes (1969 e 70), Boca Juniors (1978) e Corinthians (2012).

Com a campanha de 12 vitórias e um empate, o Flamengo encerra a competição com o segundo melhor aproveitamento da história da Libertadores: 94,87%, ficando atrás apenas do Estudiantes (ARG) de 1969, que teve 100% de aproveitamento, mas em apenas quatro jogos – na época, o regulamento da competição determinava que os campeões de um ano estreassem na edição do ano seguinte já na fase semifinal. Como o time argentino foi o campeão em 1968, disputou apenas as semifinais e as finais em 1969, vencendo todos os seus jogos.

Deixe uma resposta