Sikêra Jr. terá que indenizar trans que encenou Jesus

O pernambucano Sikêra Jr. se envolveu em mais uma polêmica. O apresentador da RedeTV! foi condenado pela Justiça a indenizar a modelo transexual Viviany Beleboni com o valor de R$ 30 mil. Ele usou a imagem de Viviany durante uma matéria sobre um crime cometido por um casal de lésbicas. Em 2015, Viviany encenou Jesus Cristo crucificado na Parada LGBTQ+ de São Paulo.

Durante o programa Alerta Nacional, Sikêra disse: “Isso é um lixo, uma bosta, uma raça desgraçada”. Segundo informações do colunista Rogério Gentile, da Folha de S. Paulo, Sikêra alegou que não teve a intenção de comparar Viviany ao caso que estava discutido na atração policial, dizendo que “apenas emitiu opinião sobre movimentos que, como a Parada Gay e seus adeptos, tratam com chacota os símbolos do cristianismo”.

  • “O fato de a autora ser artista reconhecida não autoriza que possa ter sua imagem exposta sem autorização e ser chamada de ‘raça desgraçada’ em contexto de crítica à prática de um crime que com ela não tem qualquer relação”, disse o juiz Sidney da Silva Braga, responsável pela ação. O magistrado determinou que, além do valor a ser pago, seja retirada da reportagem a imagem de Viviany Beleboni. A decisão ainda cabe recurso.

Deixe uma resposta