Assaltantes de banco e líder da MPA morre em ação policial na cidade de Belmonte.

Uma ação conjunta realizada pelas Polícias Militar e Federal em Belmonte na noite dessa quinta-feira (30/07) desarticulou uma quadrilha de assaltantes de banco que atuava no extremo sul da Bahia. Os criminosos estavam escondidos em um sítio próximo à sede da cidade e foram surpreendidos pelas forças policiais. Quatro criminosos da facção MPA morreram na ação.

Durante o confronto morreu um dos maiores chefes da MPA que comandava a região, Rodrigo Silva Santos, conhecido pelas alcunhas de BARATA ou CAMELÔ. O mesmo era foragido da Justiça, respondia processo criminal por homicídio e havia sido preso na Operação Replay, desencadeada pela Polícia Federal no ano de 2016, transportando grande quantidade de munições. Também foram mortos na ação os criminosos Erick Matos Rocha, vulgo Descolado, um homem ainda não identificado e Juarez Orrico dos Santos

Com os criminosos foram apreendidos 02 fuzis HK 47 de Calibre .762, 01 fuzil .556, 02 pistolas Glock de Calibre 09mm, 17 carregadores de fuzil, 03 carregadores de pistola Glock, 01 granada de luz e som e vasta quantidade de munição.

Deixe uma resposta