Homem surta, mata mulher, persegue filho e é preso ao tentar levar um ônibus

Depois de matar a mulher, homem perseguiu o filho de 16 anos na Vila Pérola

Um homem de 36 anos com sinais de ter entrado em surto psicológico matou a mulher, de 56 anos, perseguiu o filho dela, de 16, roubou uma moto e acabou detido ao tentar roubar um ônibus de dentro de uma garagem de empresa de transporte em Belo Horizonte. Os crimes em sequência ocorreram entre Contagem e Belo Horizonte, na manhã desta sexta-feira (17).

De acordo com o relatado em boletim de ocorrência da Polícia Militar, José Maria Gomes de Souza, de 36 anos, compareceu logo cedo à 131ª Companhia da Polícia Militar, em Contagem, onde relatou aos policiais que estava sendo perseguido. Um contato telefônico foi feito com a sua mulher, Marli Vasconcelos Araújo, de 56 anos, que afirmou que o companheiro tinha um histórico de surtos e pediu para que os militares ao levassem para a casa da sua mãe, no Bairro Novo Progresso.

Mais tarde, por volta de 9h, o suspeito retornou a sua casa, na Vila Pérola, em Contagem, na Grande BH, onde teria atacado a mulher. O filho dela, de 16 anos, disse ter ouvido uma briga e um grito do suspeito ordenando que a mulher lhe entregasse o celular. Ao se aproximar, viu José Maria golpeando o pescoço da sua mãe com uma faca, enquanto ela tentava se defender com os braços.

Marli Vasconcelos de Araújo, de 56 anos foi levada para a UPA JK, mas morreu © Divulgação/Prefeitura de Contagem Marli Vasconcelos de Araújo, de 56 anos foi levada para a UPA JK, mas morreu

Ao ver o adolescente, o suspeito teria corrido com a faca atrás dele para o agredir. José Maria o perseguiu em volta da casa e o menor só conseguiu escapar, porque a mãe, mesmo ferida, conseguiu abrir o portão da casa. O garoto fugiu pelas ruas gritando e pedindo socorro.

Nesse meio tempo, o suspeito fugiu. no meio do caminho, roubou uma motocicleta e seguiu para Belo Horizonte, onde invadiu uma empresa de transporte de ônibus na Região da Pampulha e tentou levar um dos veículos coletivos, mas acabou detido pela PM. Ele foi levado para a UPA Pampulha, onde foi medicado e depois encaminhado para a delegacia.

Dentro da viatura policial, ele disse que atacou a mulher. Afirmou apenas que ao entrar dentro de casa pediu para ela uma faca e começou a golpeá-la. Marli chegou a ser atendida na UPA JK, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Fonte – MSN

Deixe uma resposta