Fechamento de agências em Valença gera discórdia com Nazaré que veta visitantes

Fechamento de agências em Valença gera discórdia com Nazaré que veta visitantes

Um decreto que fecha agências bancárias provocou uma discórdia entre as prefeituras de Valença, no Baixo Sul, e Nazaré, no Recôncavo. A situação que gerou o desentendimento foi uma determinação da prefeitura de Valença de fechar todas as agências a partir desta segunda-feira (6).

A medida – que faz parte das ações de enfrentamento à Covid-19 – suspende até o próximo domingo (12) até serviços de autoatendimento que devem ficar desligados, conforme ordenou o prefeito Ricardo Silva Moura. O fato reverberou para fora de Valença e fez barulho em Nazaré. Em pronunciamento nas redes sociais, a prefeita Eunice Barreto disse que não irá permitir a entrada de moradores de Valença.

Para isso, afirmou que vai reforçar as barreiras sanitárias – com a instalação de mais um bloqueio – no intuito de barrar o êxodo de valencianos. Segundo ela, o fechamento dos bancos em Valença provocaria um crescimento do número de visitantes na cidade, que por sua vez aumentaria o risco de propagação do coronavírus.

“As polícias Civil e Militar participarão dessa operação de modo que o município de Valença e cidades vizinhas não poderão entrar na nossa cidade. Precisamos proteger os nossos. Que Deus nos proteja. Vamos para mais uma batalha”, concluiu a gestora. 

Deixe uma resposta